ALTA DEMANDA DO HOSPITAL TARCÍSIO MAIA É ASSUNTO DE COLEGIADO

Posted by casciano in Comportamento | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

A grande demanda de pacientes que procuram o atendimento do Hospital Regional Tarcísio Maia (HTRM), em Mossoró, foi discutida na manhã desta quarta-feira (03), durante reunião do Colegiado de Gestão Regional (CGR), na II Unidade Regional de Saúde Pública (Ursap).

Participaram da reunião representantes da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a direção da unidade e a Promotoria de Saúde do Ministério Público.

O desajuste na Programação Pactuada Integrada (PPI) entre o hospital e os mais diversos municípios das regiões do Alto Oeste, Oeste, Vale do Açu e Salineira é o principal motivo dessa alta demanda.

Diariamente, as ambulâncias de prefeituras encaminham para o atendimento de urgência do hospital, um número de pacientes além do que foi acordado no pacto, congestionando as dependências da unidade de saúde.

Segundo o diretor do HTRM, Ney Robson Alencar, esse problema revela que é imprescindível dividir responsabilidades com toda a rede do SUS, que precisa ser modificada e transparente.

Para a Promotora da Saúde, Ana Ximenes, esse problema na PPI tem que ser enfrentado.

“Os prefeitos não podem continuar a se esconder na prática da ambulancioterapia, pois o encaminhamento excessivo de pacientes para o HRTM é uma violação ao direito constitucional à saúde, previsto no artigo 196 da Constituição Federal,” destacou a promotora.

Com Kelly Barros.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *