AUMENTOU O CUSTO DE VIDA, QUE JÁ ERA ALTO, DE NATAL

Posted by casciano in Comportamento, Economia | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Cálculos do IDEMA registram aumento no IPC e Cesta Básica de Natal.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da cidade do Natal, calculado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte – IDEMA, através da Coordenadoria de Estudos Socioeconômicos – CES, registrou para o mês de março de 2012 uma variação positiva de 0,48% em relação a fevereiro.

Com o resultado, a variação no ano de 2012 ficou em 1,23%.

Se comparados os últimos doze meses, abril de 2011 a março de 2012, a variação chegou a 5,22%.

O grupo Alimentação e Bebidas, que responde por 32,43% do índice geral em termos de participação no orçamento familiar, apresentou alta de 1,29%.

Os itens que mais contribuíram para esse aumento de preços foram: Óleos e Gorduras (13,24%), Frutas (9,03%), Enlatados e Conservas (5,41%), Açúcares e Derivados (5,01%) e Pescados (2,81%).

O grupo Comunicação também subiu, registrando variação positiva de 0,72% em função do aumento de preços nos itens Telefone fixo (0,29%) e Telefone Celular (0,01%).

Além deste, o grupo Vestuário foi outro que contribuiu para a alta nos preços, subindo 0,61% em relação a fevereiro.

O maior aumento deste grupo foi observado nos itens Calçados e Acessórios (1,22%), Roupa Feminina (1,22%) e Tecidos e Armarinho (0,46%).

Ainda de acordo com os cálculos do IDEMA, o custo da Cesta Básica na capital para o mês de março também subiu.

A variação foi de 0,61% em relação a fevereiro.

Nas despesas com os produtos essenciais, o custo com a Alimentação por pessoa foi de R$ 203,54.

Para uma família constituída por quatro pessoas, esse valor alcançou R$ 814,16.

Se a essa quantia fossem adicionados os gastos com Vestuário, Despesas Pessoais, Transportes etc., o dispêndio total seria de R$ 2.510,56.

Dos treze produtos que compõem a Cesta Básica, onze deles sofreram aumento nos preços, sendo eles: Açúcar (10,88%), Óleo (9,08%), Frutas (8,70%), Arroz (6,73%), Farinha (4,50%), Margarina (3,12%), Leite (1,91%), Pão (1,54%), Legumes (1,40%), Tubérculos (1,28%) e Café (0,98%).

Apenas os itens Feijão (-4,13%) e Carne de Boi (-3,81%) registram queda nos preços.

Texto: 
Camilo Torquato e 
Itamar Ciríaco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *