BRASIL CRESCE NO TURISMO INTERNACIONAL EMISSIVO E RIO GRANDE DO NORTE ESTACIONA COMO DESTINO

Posted by casciano in Turismo | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

De acordo com a Organização Mundial de Turismo (OMT), que é uma agência especializada das Nações Unidas e a principal organização internacional no campo do turismo o Brasil é, em nível mundial, um dos mercados emissores de turistas que mais crescem.

A OMT indica que houve um aumento de 44% de janeiro a agosto de 2011, superando países com a Rússia, China e Índia, considerados, também, como emissores emergentes disputados pelos chamados “mercados maduros”, como Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Itália, que também cresceram no turismo emissivo, mas com percentuais muito abaixo dos emergentes como a China, Rússia, Índia e Brasil.

O fato é que os brasileiros são atraídos por uma política continua de marketing que os tradicionais receptores fazem, diferentemente do Brasil, que atua nessa área fracionada, dependendo dos interesses dos governantes de cada estado.

Os números da OMT indicam que, mesmo com vários países em crise, turistas europeus não deixaram de viajar, atraídos pelo marketing de países receptores.

O Rio Grande do Norte, descoberto em todo o mundo pelos seus dois maiores potenciais: clima e praia precisam ser mais lembrado nos mercados internacionais por meio de um estoque de publicidade, que possa vender as nossas potencialidades.

Um bom exemplo é o estado do Ceará, que de janeiro a outubro de 2011 contabilizou 220 mil turistas internacionais por manter uma política de venda de suas potencialidades junto aos grandes mercados da Europa, Ásia e Estados Unidos.

As ações das autoridades do turismo do RN são tímidas em relação ao potencial do estado e não fazem jus aos equipamentos hoteleiros disponíveis.

É preciso notar que o RN tem um grande estoque de leitos e uma rede hoteleira de alto nível, que poderia ser mais bem vendida para os turistas estrangeiros e nacionais de forma mais agressiva.

Afinal, a indústria do turismo não irá apenas favorecer os donos de hotéis e pousadas.

Ela, sendo potencializada, trás divisas para o estado e é fomentadora de emprego e renda.

Texto: Leonardo Sodré.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *