CLASSE C CONTINUA CRESCENDO NO BRASIL, SEGUNDO ESTUDO DA FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS

Posted by casciano in Economia | Tagged , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Continua o crescimento vertiginoso da classe C no Brasil.

É a única classe em expansão no país, de 2010 até o mês de maio de 2011.

De acordo com o estudo da FGV, que usou a base os dados da PNAD, Pesquisa Nacional de Amostras a Domicílio, do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 3,6 milhões de pessoas entraram na classe C.

A classe C vem crescendo no Brasil desde 1992.

Seu crescimento é mais forte a partir de 2003.

Já são mais 105,4 milhões de pessoas, ou 55,05% da população brasileira enquadrada na classe C.

Registra-se também o encolhimento das classes D e E, mais forte e das classes A e B, mais sutil.

O IBGE divide as categorias das classes sociais de acordo com a renda familiar mensal.

Estão na classe E as pessoas com renda de até R$ 751.

Na classe D figuram as famílias que recebem entre R$ 751 e R$ 1.200 por mês.

A classe C é composta de famílias com renda entre R$ 1.200 e R$ 5.174.

Já a classe B inclui pessoas com renda familiar entre R$ 5.174 e R$ 6.745.

Pertence a classe A, segundo o critério social do IBGE, que é diferente do Critério Brasil de Classificação Econômica, qualquer família com renda mensal maior do que R$ 6.745.

O critério econômico é o mais utilizado para a definição de investimentos.

É por aí!…

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *