CONHEÇA A AVALIAÇÃO DO SUS, PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Posted by casciano in Comportamento | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

RN é bem avaliado pelo IDSUS 2012.

O Estado do Rio Grande do Norte (RN) é o segundo Estado da Região Nordeste com maior Índice de Desempenho do SUS, segundo o IDSUS 2012, lançado na última quinta-feira, dia 1º, pelo Ministério da Saúde.

O índice avalia o acesso e a qualidade dos serviços de saúde em todo o País e tem como objetivo subsidiar Estados e Municípios na melhoria da qualidade dos serviços de saúde.

O RN alcançou índice de 5,42, ficando atrás apenas do Estado de Alagoas, com índice de 5,43. No ranking nacional o Rio Grande do Norte está em 12º lugar.

O Índice avaliou 24 indicadores, relativos à atenção básica, especializada ambulatorial e hospitalar, e de urgência e emergência.

Foram avaliadas a infraestrutura de atendimento e a capacidade de solução dos problemas de saúde dos usuários.

Para o Secretário de Estado da Saúde Pública do RN, Domício Arruda, o IDSUS é uma ferramenta abrangente e que pode contribuir com a gestão.

“O índice reflete também a Saúde Suplementar e o grau de satisfação dos usuários. Ele avalia que algumas áreas necessitam de maior atenção. O maior problema do SUS ainda é o acesso, principalmente na urgência e emergência”, explica.

A pontuação varia de 0 a 10, considerando a efetividade dos serviços de saúde e os resultados atingidos.

Os indicadores avaliam, por exemplo, a cobertura estimada de equipes de saúde; a proporção de nascidos vivos de mães com sete ou mais consultas pré-natal; e a realização de exames preventivos de cânceres de mama, em mulheres entre 50 e 69 anos, e de colo do útero, na faixa de 25 a 59 anos.

Para avaliar a efetividade dos serviços são considerados números de cura de casos novos de tuberculose e hanseníase; a proporção de partos normais; o número de óbitos em menores de 15 anos que foram internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI); e o número de óbitos durante internações por infarto agudo do miocárdio.

O índice geral do Brasil ficou em 5,47.

A região Sul teve pontuação de 6,12, seguida do Sudeste (5,56), Nordeste (5,28), Centro-Oeste (5,26) e Norte (4,67).

O levantamento de dados para divulgação do IDSUS considerou dados entre os anos de 2008 e 2010, e será realizado a cada três anos.

ÍNDICES DOS ESTADOS

Unidades Federativas – IDSUS: Santa Catarina – 6,29 / Paraná – 6,23 / Rio Grande do Sul – 5,90 / Minas Gerais – 5,87 / Espírito Santo – 5,79 / Tocantins – 5,78 / São Paulo – 5,77 / Mato Grosso do Sul – 5,64 / Roraima – 5,62 / Acre – 5,44 / Alagoas – 5,43 / Rio Grande do Norte – 5,42 / Bahia – 5,39 / Sergipe – 5,36 / Piauí – 5,34 / Pernambuco – 5,29 / Goiás – 5,26 / Maranhão – 5,20 / Ceará – 5,14 / Distrito Federal – 5,09 / Mato Grosso – 5,08 / Amapá – 5,05 / Amazonas – 5,03 / Paraíba – 5,00 / Rio de Janeiro – 4,58 / Rondônia – 4,49 / Pará – 4,17. Brasil – 5,47.

Texto: Kelly Barros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *