ERASMO RUIZ DEFENDE QUE REDES VIRTUAIS ESTIMULAM DEBATES SOBRE O SUS

Posted by casciano in Comportamento | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Durante toda esta terça-feira (29) cerca de 100 profissionais de saúde participam do VI Fórum Estadual de Humanização que discute os Percursos e Desafios na Construção das Redes Virtuais em Saúde.

O evento aconteceu no Centro de Formação de Pessoal para os Serviços de Saúde (Cefope).

Erasmo Ruiz, psicólogo e apoiador da Política Nacional de Humanização (PNH) no estado do Ceará, ministrou conferência sobre as potencialidades das redes virtuais na sociedade atual e no trabalho em saúde.

Erasmo falou sobre as redes sociais como instrumento de “inteligência coletiva”, promovendo o enriquecimento mútuo das pessoas com a troca de saberes.

“O principal ganho das redes sociais é aquilo que elas possibilitam a partir dos contatos virtuais. É fomentar o encontro real, prático e cotidiano”, afirmou.

Para o psicólogo, o principal desafio das redes virtuais em saúde é incluir o usuário na construção das ações políticas em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Os usuários são cúmplices do processo de mudança. Temos que reverberar suas falas”, completou Erasmo Ruiz.

No Rio Grande do Norte o grupo virtual Tecendo Redes, que integra a Rede HumanizaSUS (RHS), foi criado no ano de 2008 e já conta com 357 profissionais cadastrados.

São trabalhadores da saúde, representantes do Ministério Público, conselhos e sindicatos que já postaram, até o início desta semana, 3.188 mensagens na rede.

De acordo com Jacqueline Abrantes, coordenadora do grupo Tecendo Redes no RN, já foram discutidos mais de 500 temas dentro do grupo virtual.

“Recebemos muitas denúncias, mas também temos muitos casos de troca de experiências exitosas e acolhimentos das questões do dia a dia de trabalho. Em breve nós pretendemos criar um site para ampliar ainda mais nossas discussões”, falou a coordenadora.

Texto: Kelly Barros.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *