FÁTIMA AGUIAR MAIS POESIAS E FLORES EM CAIXAS, NO TERRAÇO DO RELÓGIO

Posted by casciano in Cultura | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Último Terraço do Relógio Especial Mês da Mulher terá novidade.

Múltiplas expressões artísticas marcam nesta sexta-feira (30), a partir das 19h, o projeto cultural, que contará com apresentação da cantora potiguar Fátima Aguiar e do grupo “Poesias e Flores em Caixas”.

Artes cênicas, música, performance e poesia se unem no último Terraço do Relógio Especial Mês da Mulher – realizado nesta sexta-feira (30), a partir das 19h.

A cantora potiguar Fátima Aguiar compartilha o espaço com o experimento “Poesias e Flores em Caixa”, interpretado por Vânia Maria, Michelle Ferret, Igor Rodrigues, Thiago Medeiros e Potyra Pinheiro.

O projeto cultural é mais uma iniciativa do Sistema Fecomércio/RN por meio do SESC.

Além de apreciar apresentações de qualidade, o público que for ao Terraço do Relógio também cumpre importante papel: o de valorizar a produção artística local.

Esse, inclusive, é um dos objetivos do Projeto, cuja programação regular – todas as sextas-feiras do mês – traz artistas potiguares como convidados.

Desde fevereiro de 2002, o Espaço Cultural Terraço do Relógio incentiva a cultura local, ao oferecer espaço para os artistas potiguares e possibilitar o surgimento de novos talentos.

Mas a história do relógio e da balaustrada, ambos localizados no Terraço, remonta ao início do século XX.

O terreno que abriga a estrutura histórica foi doado ao SESC em 1953 pelo prefeito em exercício, Creso Bezerra.

Devido ao desgaste provocado pelo passar do tempo, os monumentos foram revitalizados em 1968.

Em 2001, a entidade modernizou a estrutura interna do relógio, que já não funcionava há anos.

Foi instalada uma máquina eletrônica de quatro faces, com comando à distância e baterias de apoio para evitar paralisações por falta de energia.

De 2011 até hoje, quem passa pelo relógio sabe a hora certa.

Com o intuito de divulgar a importância histórica da estrutura e de fomentar a cultura, foi criado, em fevereiro de 2002, o projeto Terraço do Relógio.

Emoldurado pela balaustrada, pelo relógio e pelas hastes de ferro seculares, o cenário é um convite à boa música, com atrações locais e serviço de bar.

O experimento surgiu em janeiro de 2011 na intenção de reunir os poemas criados por Vânia Maria, Michelle Ferret, Igor Rodrigues, Thiago Medeiros e Potyra Pinheiro.

Tendo como base os escritos em papeis, o “Poesias e Flores em Caixas” ganhou movimento através da música e da encenação, numa performance em que a poesia é norte.

Os poemas são encenados e cantados e iniciam na infância, depois mergulham no profundo do sertão com suas lamparinas e tem como personagens as “equilibradoras de lamparina” com o dedo no umbigo que aquecem a esperança de iluminar o mundo.

As três mulheres fazem alusão aos tropeiros que iam de cidade em cidade levar alimentos.

Depois do fogo, vem a água com o mar de cada um exposto.

Ao final são distribuídos poemas e flores dentro de pequenas caixinhas confeccionadas pelos integrantes.

Dona de uma voz rouca e forte, canta profissionalmente desde 2005, com ênfase na MPB, passeando pelo pop e o pelo samba, dando cara nova a velhas canções.

Os primeiros trabalhos registrado em CD e DVD foram: Festival de Música do SESCOOP no Teatro de Cultura Popular (TCP), Troféu Musiarte Potiguar homenagem à Rainha do Choro Admilde Fonseca, gravado no TAM,  e o show “Mulheres que Cantam e Encantam Mulheres” do Projeto do GAMI, gravado no TAM em 2010.

Recentemente, participou da gravação ao vivo do DVD “Em Canto com Liz”, um registro da carreira do cantor potiguar Liz Nôga.

Serviço:

O quê? Último Terraço do Relógio Especial Mês da Mulher

Quando? Sexta-feira (30), às 19h

Onde? Rua Cel. Bezerra, 33, Cidade Alta

ENTRADA GRATUITA

Texto: Lorena Gurgel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *