GARIBALDI FILHO E O MARKETING POLÍTICO A PARTIR DE ALUIZIO ALVES

Posted by casciano in Política | Tagged , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Ministro Garibaldi narra fatos da sua trajetória política durante palestra.

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Filho, foi um dos palestrantes durante a realização do Encontro de Marketing Político, em Currais Novos.

O evento reuniu na sede do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) candidatos a prefeito e vereadores de diversas regiões do estado, estudantes e curiosos sobre o assunto, além do prefeito do município, Geraldo Gomes.

Durante sua fala, o ministro Garibaldi Filho adotou um tom descontraído, aderindo até mesmo ao improviso.

Por cerca de 40 minutos, Garibaldi falou sobre o tema “O cenário político do RN” relembrando casos ocorridos durante as campanhas políticas disputadas por ele ao longo de mais quatro décadas.

“Falar de marketing político para mim se torna mais fácil quando relato a minha trajetória política nesses mais de quarenta anos dedicados ao Rio Grande do Norte. O marketing político é uma coisa recente. Recente como disciplina, regras e normas estudadas. Mas a política sempre usou noções desse marketing, mesmo sem ter a consciência do objeto. Mas existia o objetivo”, disse Garibaldi.

O ministro disse ainda que é o objetivo que move o marketing.

“No caso das eleições esse objetivo é ganhar. E devemos lembrar sempre que eleição não se ganha só com nossos acertos. Ganha-se, também, em cima dos erros dos adversários. Numa campanha, geralmente ganha quem erra menos. Mas se o marketing ganhasse eleições a gente não ia ser candidato, quem ia se candidatar eram os marqueteiros”, brincou o ministro.

O ministro citou ainda Aluizio Alves como um dos políticos pioneiros a utilizar o marketing político, embora de maneira instintiva.

“Quando a gente olha pra trás vê o exemplo de Aluizio Alves. Muita gente cita Aluizio Alves como um dos primeiros a fazer uso do marketing político de forma mais eficiente. Aluizio sabia usar as circunstâncias a seu favor e transformar a seu favor as circunstâncias que lhe seriam desfavoráveis. Os exemplos são muitos: Ele incorporou e usou de forma massiva adjetivos como cigano, feiticeiro, gentinha, que inicialmente os adversários usaram de forma pejorativa”.

E complementou: “Aluizio construiu marcas e símbolos que até hoje são lembrados: a esperança, o polegar para cima, a cor verde. Por sinal, a cor é um elemento muito forte na construção de uma imagem política. O fato é que vários fatores contribuem para o sucesso de uma campanha política, ou de um governo. O marketing político, por exemplo, é um deles. E certamente é um dos fatores decisivos”.

Com Filipe Mamede. Foto: Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *