GARIBALDI FILHO SUGERE UNIÃO PARA VIABILIZAR CONCLUIR EXPANSÃO DA REDE DE ATENDIMENTO

Posted by casciano in Política | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, propôs – durante reunião do Movimento Municipalista – que as prefeituras, o governo federal e o Congresso Nacional se unam para viabilizar a conclusão do Plano de Expansão da Rede de Atendimento (PEX) do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A sugestão foi feita na presença dos mais de 800 participantes presentes á reunião no auditório Petrônio Portela, do Senado Federal.

Garibaldi Alves Filho informou que, das 720 agências previstas para serem construídas por meio do Plano de Expansão, cerca de 150 estão praticamente prontas e 76 já foram inauguradas.

Porém, o ministro alertou que os recursos destinados ao Ministério da Previdência somente serão suficientes para garantir a conclusão das unidades cuja construção já foi iniciada.

“As unidades que ainda não estão com obras em andamento só poderão ser iniciadas com recursos novos. ‘Recursos novos’ significa colocar no Orçamento do próximo ano a verba necessária para construir as agências. É importante que os prefeitos, sobretudo os que já doaram o terreno onde será construída a agência, procurem os parlamentares para que eles possam apresentar emendas com esta finalidade”, declarou o ministro Garibaldi Alves Filho.

Ainda na reunião com os prefeitos, Garibaldi Alves Filho falou sobre a necessidade de promover alterações na legislação para garantir a sustentabilidade do sistema previdenciário.

O ministro lembrou que a queda da fecundidade, aliada a uma maior expectativa de vida, levará nas próximas décadas ao envelhecimento do perfil do trabalhador brasileiro.

Estudo do IPEA aponta que, a partir de 2030, somente os grupos populacionais com idade acima de 45 anos continuarão crescendo.

Na avaliação do ministro, esses dados devem funcionar como um sinal de alerta sobre a necessidade de o Brasil aprovar reformas que garantam o futuro da previdência social.

Garibaldi Alves destacou que, se as alterações forem feitas agora, o governo terá condições de honrar os compromissos assumidos com os que já ingressaram no mercado de trabalho.

Texto: Everton Dantas. Foto: Divulgação.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *