INSTITUTO PEDRO CAVALCANTI LEVA PROJETO SAÚDE NA ESCOLA PRA CAICÓ

Posted by casciano in Comportamento | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Projeto garante ações de saúde auditiva em escolas de Caicó.

A avaliação periódica da saúde auditiva é essencial em qualquer etapa da vida, mas torna-se imprescindível durante o desenvolvimento infantil.

Podendo prevenir problemas na comunicação de crianças e conseqüentes quedas no rendimento escolar.

E ela agora é garantida nas escolas municipais de Caicó, através do projeto Saúde na Escola, desenvolvido por meio de uma parceria entre a secretaria municipal de saúde e o Instituto Pedro Cavalcanti (IPC).

A iniciativa já percorreu sete escolas municipais e, dos mais de 1,1 mil alunos atendidos, cerca de 3% apresentaram alterações auditivas.

Nesta segunda (24), o projeto chegou à Escola Municipal Olívia Pereira Brito, no bairro Paulo VI.

Mas, já visitou as escolas: Paulino Barcelos, Mateus Viana, Severina Brito da Silva, Hermann Gmeiner, Monsenhor Walfredo Gurgel e Auta de Souza.

A artesã Layse de Assis diz que agora pode respirar um pouco mais aliviada e agradece a iniciativa da secretaria de saúde.

Ela conta que Marcondes Ezequiel da costa, de 16 anos, aluno da Escola Mateus Viana, sempre teve dificuldades em realizar as atividades da escola.

E os professores e a família entendiam como manha ou rebeldia.

Layse até percebia que ele ouvia a TV em um volume muito alto, mas nunca associou a questão a problemas auditivos.

“Desde os três anos percebo que ele é um pouco desatento e quando está de costas não escuta o que as pessoas falam. Na escola anterior ele foi encaminhado para a psicóloga que achou que era preguiça, mas na verdade ele não ouvia. No ano passado, as professoras perceberam que podia ter problemas na audição e me contaram que ia ter esse projeto. Eu estava aguardando ansiosa, porque não tinha condições de levá-lo a um otorrino”, comenta.

O fonoaudiólogo e coordenador do projeto na cidade, Terciano Bezerra, explica que, logo após, a consulta com o otorrino e realização do exame de audiometria, foi diagnosticada uma perda moderada da audição nos dois ouvidos do estudante.

Marcondes Ezequiel foi então levado à sede da Unidade de Pesquisa e Diagnóstico Avançado e Tratamento Especializado (UPDATE), onde passou por exames mais específicos e foi encaminhado para a doação de um aparelho auditivo no programa de saúde auditiva do município.

“Quanto mais cedo o diagnóstico e início do tratamento, melhor para a saúde da criança. Pois, evita-se que a perda se propague com maior rapidez e se previna problemas no desenvolvimento na fala e linguagem”, destaca Terciano Bezerra.

Quinzenalmente ou semanalmente, uma escola diferente recebe a visita de equipe de profissionais de saúde do Instituto Pedro Cavalcanti e da Estratégia de Saúde da Família do município, munida de todos os equipamentos necessários para a realização de exames e consultas no próprio local.

Aos estudantes são oferecidas consultas com otorrinolaringologistas, oftalmologistas, fonoaudiólogas, dentistas e clínico geral e exames como audiometria, otoemissão, otoscopia, acuidade visual e auto-refração computadorizada; além de palestras educativas sobre prevenção de doenças, aplicação de flúor e escovação.

No caso do diagnóstico de problemas, todos são encaminhados para a realização de tratamentos e exames complementares em unidades de referência da rede pública de saúde de Caicó.

Aos professores, são oferecidas consultas com otorrinolaringologistas e fonoaudiólogas e os exames de espectrografia vocal e laringoscopia, além de distribuição de cartilhas informativas, mostrando como evitar doenças e os principais sintomas de problemas.

No caso de alterações, todos recebem encaminhamentos para a realização de exames complementares e fonoterapia no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) e na Unidade de Pesquisa e Diagnóstico Avançado e Tratamento Especializado (UPDATE) do programa de saúde auditiva do município.

Texto: Julianne Barreto e Anna Karinna Castro.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *