MINISTÉRIO DA SAÚDE ESTIMULA ESTADOS PARA COMBATER A DENGUE

Posted by casciano in Comportamento | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Nesta terça feira (6) aconteceu, na cidade de Fortaleza(Ce), a Reunião Macrorregional do Programa Nacional de Controle da Dengue, promovida pelo Ministério da Saúde.

Estiveram presentes, o Secretário Nacional de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, técnicos do ministério da Saúde, representantes dos nove estados do Nordeste e das cidades prioritárias.

O Rio Grande do Norte esteve representado pela Coordenadora Estadual do Programa de Controle da Dengue, Kristiane Fialho.

Para o Secretário de Vigilância em Saúde, apesar da diminuição de 61% dos casos deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, não significa  que a prevenção e a vigilância deva diminuir.

“Foram vários cenários que contribuíram para essa diminuição, mas principalmente, as medidas adotadas pelos gestores e os fatores climáticos, onde tivemos um mês de janeiro chuvoso”, falou o secretário.

Na região Nordeste, ainda há uma transmissão crescente nos estados de Pernambuco e Sergipe.

Já nos demais estados, há uma transmissão menor podendo haver um número maior de casos mais graves, inclusive no Rio Grande do Norte.

De acordo com o LIRAa (índice de infestação do Aedes Aegypti) que avaliou 536 cidades brasileiras, mostra uma incidência alta em 356 municípios, sendo 91 em situação de risco de surto e 265 em alerta.

Outras 180 cidades apresentam risco baixo de infestação.

O LIRAa apresenta uma característica importante, pode informar qual é o depósito predominantemente naquela localidade, ou seja, qual é a forma da infestação, que na maioria dos casos, tem sido através dos locais onde se armazenam água, do lixo acumulado ou domiciliar (quintais).

Nesta reunião foram definidas prioridades para os próximos meses, como: definir instrumento de avaliação de forma tripartite, monitorar os casos em articulação com as secretarias estaduais e realizar a primeira análise semestral de cumprimento das ações pelos municípios.

Todos os estados apresentaram uma avaliação dos indicadores dos municípios definidos como prioritários pela Portaria Nº. 2.557, de 28 de outubro de 2011, que institui no Piso Variável de Vigilância e Promoção da Saúde do Componente de Vigilância e Promoção da Saúde um incentivo financeiro para a qualificação das ações de prevenção e controle da dengue, que giram em torno do combate ao vetor, vigilância epidemiológica e entomológica e atenção.

Para o Coordenadora Estadual do Programa de Controle a Dengue, Kristiane Fialho, ainda há uma necessidade de se trabalhar fortemente com esses municípios.

”Os gestores municipais precisam assumir a vigilância epidemiológica de sua cidade, para obtermos um levantamento real da situação”, disse a coordenadora.

Segundo informações do PECD, até a Semana Epidemiológica 08, encerrada em 25 de fevereiro, o RN apresentou, neste ano, um total de 1.600 notificações de casos suspeitos de dengue.

Conforme dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), até a última quinta-feira (01), foram confirmados, em 2012, 154 casos.

Atualmente, 06 municípios apresentam incidência alta da doença (Campo Grande, Galinhos, Santana do Seridó, Alexandria, Patú e Viçosa), 08 encontram-se com incidência média, 74 estão com baixa incidência e 79 municípios não notificaram casos suspeitos.

Paralelamente ao evento, também ocorreu uma oficina de comunicação com todos os assessores de imprensa  das secretarias estaduais de saúde, com o objetivo de unir esforços e trocar experiências nesta área.

Texto: Kelly Barros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *