MOVIMENTO #FORAMICARLA É REAL E MERECE ATENÇÃO DE GOVERNANTES

Posted by casciano in Política | Tagged , , , , , , , , , , , | Leave a comment

O Movimento #foramicarla é real e se engana quem acredita que ‘isso não passa de coisa de estudante desocupado’. Também se engana quem imagina que as insatisfações da população podem ser ‘levadas de barriga’ pelos gestores públicos. Se engana mais ainda, totalmente, àquele que acredita que movimentos populares devem ser reprimidos com decisões judiciais e com o uso da força.

Numa democracia, o poder é exercido pelo povo ou por meio de autorização dele. Se parcelas desse coletivo está insatisfeita e não recebem a devida atenção dos seus representantes legais, os descontentes têm como alternativa ir para as ruas protestar. Quando são ouvidos, o processo fica apenas em um ou dois atos públicos.

Quando há intransigência da parte mais forte, os descontentes insistem, persistem e não desistem, simplesmente porque estão lutando por direitos que consideram justos. É o que acontece com o Movimento #foramicarla.

E, numa luta como esta, novas bandeiras são agregadas ao movimento, de acordo com as conveniências ou as necessidades.

A parte mais forte, o gestor público, teima em não ouvir a voz das ruas.

O que começou como um protesto contra a administração Micarla de Sousa, foi crescendo e crescendo até se transformar num protesto contra Micarla e pela instalação e pelo bom funcionamento de uma Comissão Especial de Investigação, CEI, na Câmara Municipal do Natal, para investigar os contratos de aluguel da Prefeitura de Natal.

Nem este assunto merece uma CEI e nem os temas anteriores, ligados aos direitos dos estudantes, deveriam ser tratados como ‘sem importância’ pelos gestores públicos.

Quem está no protesto, está insatisfeito com Micarla. A forma como Micarla tem tratado os protestos, desde o princípio, está errada. E fazendo com que mais pessoas passem a admirar e a aderir ao movimento.

Acrescente-se o cenário de inúmeras ‘incapacidades do poder público’, entre elas os buracos das ruas, a volta da inflação, o baixo salário dos funcionários, os problemas de prestações de contas e vários outros motivos de insatisfação da população.

Insurgir-se contra o direito do povo protestar numa democracia é um grave erro político.

E pode custar a credibilidade de um governante e, consequentemente, abalar a sua imagem pública e destruir a sua carreira política.

É o que começa a se registrar com a prefeita de Natal, Micarla de Sousa.

Não lembro nem o motivo do primeiro protesto.

Mas foi a incompetência dos gestores públicos em lidar com o problema, que fez o movimento crescer, crescer e crescer, a ponto de receber o apoio do Superior Tribunal de Justiça.

O povo tem, sim, o direito de protestar.

Ir contra isso é atitude tirana apoiada pelos incontáveis ‘babões’ de autoridade.

Triste, muito triste…

É por aí!…   

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *