NA TERRA DA LIBERDADE E DAS OPORTUNIDADES, O CORAÇÃO ESTÁ NO PARAÍSO DAS ÁGUAS TERMAIS

Posted by casciano in Cidades, Turismo | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Você já conhece Mossoró?

E o Hotel Thermas, conhece?

Quem já conhece Mossoró, sabe que a cidade é a que mais se desenvolve no país, considerando-se a economia pujante, alavancada pela cadeia da produção de petróleo, que proporciona os novos negócios e deságua no atendimento das necessidades de infraestrutura urbana.

Mossoró está incluída entre as melhores cidades do Brasil para se trabalhar, considerando-se a possibilidade de ascensão funcional.

É onde estão excelentes oportunidades de trabalho, ocupação e renda do país.

A cidade, encravada num quadrilátero que tem: ao Norte o Oceano Atlântico e o maior pólo atuneiro do mundo na atualidade.

Ao Sul estão as terras férteis da Chapada do Apodi, que se estendem até as águas da Barragem de Santa Cruz.

Ao Oeste encontram-se também as terras da Chapada do Apodi, estendendo-se até as águas do rio Jaguaribe, no Ceará.

Ao Leste, estão as férteis terras do Vale do Assu, que se estendem até as águas do rio Piranhas-Assu e da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.

Nesse quadrilátero há imensas riquezas minerais, como petróleo, gás, calcário e água mineral.

Há a extração do sal marinho, responsável pelo abastecimento de mais de 94% do sal consumido no Brasil.

Lá também tem a produção de camarão em cativeiro, além da captura da lagosta, já em águas do Ceará.

A fruticultura irrigada se estende das terras da Chapada do Apodi para as terras do Vale do Assu, transformando a região no segundo pólo de cultivo da fruticultura irrigada do Nordeste, onde se produz melão, melancia, manga, banana e mamão, sem contar o caju, que gera a riqueza do beneficiamento da sua castanha.

A região é riquíssima em fontes de energia, não somente do petróleo, como do gás, mas também da energia eólica, da energia solar e até de uma usina termo-elétrica, que garantem o funcionamento de inúmeros negócios no novo quadrilátero da riqueza do Nordeste brasileiro.

Se hoje muitos empresários chegam á cidade em busca das oportunidades de negócios, seja na pesca de atum, captura de lagostas, seja no cultivo de camarões, na fruticultura irrigada, no beneficiamento da castanha-de-caju, na exploração de fontes de energia, na rede de prestadores de serviço à exploração do petróleo, no começo poucos foram àqueles que acreditaram no potencial econômico da cidade e da região.

Um dos pioneiros do salto do desenvolvimento econômico de Mossoró é o empresário Francisco Barbosa, que acreditou na terra, nos novos negócios e investiu mais de 20 anos de sua vida para consolidar o mais brilhante e reluzente dos empreendimentos da terra do sol, do sal, do petróleo, dos ventos, da liberdade, que é o Thermas Hotel e Resort.

E Barbosinha, como lhe chamam os amigos que privam da sua convivência agradável, fez muito.

Comprou o hotel, que antes pertencia à Empresa de Promoção do Turismo do Rio Grande do Norte, Emproturn; reestruturou e modernizou os apartamentos e a área de lazer, com um imenso trabalho de reconstrução das piscinas; a construção da fazendinha; a instalação de uma moderna academia de ginástica, com os melhores e mais recomendados equipamentos para se cuidar do corpo; a reconstrução das quadras de tênis e a implantação de uma quadra de squash, e, a instalação do Centro de Convenções, para atrair também o turismo de negócios para Mossoró.

Nessas mudanças, que demoraram anos para se concretizarem, Barbosa contou com o trabalho incansável de Gabriel Barcelos e o apoio de toda a família, que sempre respeitou a sua dedicação ao Hotel Thermas e à Mossoró.

Hoje o Thermas Hotel e Resort garante mais de 200 empregos na capital do Oeste do Rio Grande do Norte, para manter os seus 145 apartamentos duplos, triplos e quádruplos nas categorias standard, suíte e superior, mais as 12 piscinas termais integradas às áreas de lazer, onde os hóspedes se divertem, desfrutando de todo o conforto e relaxamento que ambientes como este proporcionam para a saúde, em total relaxamento.

O hotel tem restaurantes e várias estruturas de lazer, como uma fazendinha, o complexo esportivo, as piscinas naturais e o playground.

Tudo é mantido com o maior zelo e carinho pelos funcionários que há anos se dedicam à tarefa de oferecer ao turista ou ao visitante de negócios, um ambiente que é tão bom, que acaba sendo muito mais recomendado para o turismo familiar, onde as delícias dos passeios em família, aproxima mais pais, mães, filhos, filhas, netos e netas para a convivência num ambiente totalmente integrado à natureza.

Essa diversidade de atrações, garante ao Thermas Hotel & Resort, ser o único hotel no Brasil com cinco conceitos de hospedagem: hotel resort, hotel termal, hotel fazenda, hotel de eventos e hotel executivo.

Atualmente, o hotel mossoroense registra uma média de ocupação de 70% e recebe hóspedes de basicamente quatro polos emissores: Natal, Fortaleza, João Pessoa e Recife.

Mas quem não quer ficar em Mossoró, o Thermas oferece a opção do charmoso Hotel Casa do Mar, na praia de Tremembé, município cearense de Icapuí, destino preferido por 9, entre 10 mossoroenses que optam por uns dias de repouso à beira-mar.

“O Thermas cresceu acompanhando o crescimento da cidade de Mossoró”, explica o seu gerente geral, Washington Souza.

Ele acrescenta que um dos fatores do sucesso do Thermas é a gestão com foco nos processos.

Por isso o Thermas comemora o bom momento profissional que vive atualmente, com taxa de ocupação superior a 70% na média anual.

Evidente que nos períodos de festas populares em Mossoró, essa ocupação aumenta, como no Mossoró Cidade Junina, no mês de junho; na Festa da Liberdade, agora em setembro, e, no Auto de Santa Luzia, em dezembro.

Outro fator de sucesso no Thermas: o constante investimento:

“Continuamos investindo na melhoria dos nossos serviços, acompanhando as exigências e novidades do mercado. Inicialmente vamos continuar o processo das reformas dos apartamentos”, conta Washington.

A última reforma já conta mais de 6 anos.

Agora o hotel mantém mais uma reforma e ampliação:

“A reforma custará recursos da ordem de R$ 10 milhões, e também estamos querendo construir uma sauna, e fazer a reforma da fachada do hotel”, diz o entusiasmado, porém seguro, gerente geral, acrescentando que:

“Muita gente que passa em frente ao hotel e vê sempre a mesma fachada, acha que nada mudou no hotel. E fizemos muitas reformas aqui. O hotel está diferente e precisamos mostrar isso também a quem veio aqui há muito tempo”, informa Washington Souza.

Washington Souza é carioca. Carrega no seu juízo, um vasto conhecimento, fruto dos quase 30 anos da sua vida dedicados à hotelaria.

Primeiro ele trabalhou no Hotel Othon Rio, por 12 anos.

Mudou-se para o Rio Grande do Norte, onde gerenciou 4 grandes hotéis em Natal: Rifoles, Ocean Palace, Pirâmide e Imirá Praza, estes 3 últimos na concorrida Via Costeira.

Ele é casado, tem 3 filhos, dois meninos e uma menina.

Divide o seu tempo, bem direitinho, entre a família e o trabalho.

Seguindo o exemplo de Barbosinha e de Gabriel Barcelos.

Taí, são 3 nomes que podem ser incluídos nos fatores de sucesso do Thermas Hotel e Resort:

Barbosinha, Gabriel e Washington.

É por aí!…

Fotos: Fred veras.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *