O ESPETÁCULO VAI COMEÇAR NO PALCO GIRATÓRIO

Posted by casciano in Cultura, Educação, Turismo | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Palco Giratório SESC volta ao RN com espetáculos teatrais gratuitos à população.

Cinco peças serão encenadas nos palcos de Natal, Mossoró e Caicó.

Falta pouco para o início de mais uma “circulada” da turnê 2012 do Palco Giratório SESC, projeto de fomento às artes cênicas, idealizado pelo Departamento Nacional do SESC.

Nesta terça-feira, 31/07, às 20h, a trupe pernambucana “Ensaia Aqui e Acolá” sobe ao palco do Teatro Alberto Maranhão, com a peça “O Amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas”.

O enredo retrata a história de uma jovem que engravida do namorado em Recife, no final do século XIX, e é emparedada viva pelo próprio pai para fugir da vergonha familiar e preservar a honra.

O projeto Palco Giratório, promovido pelo SESC RN, é um dos destaques do “Agosto da Alegria”, evento cultural realizado pelo Governo do Estado.

Neste ano, os norte-rio-grandenses ainda serão contemplados com cinco peças de diferentes estilos, transitando da comédia ao drama.

As apresentações acontecem em mais duas etapas – em agosto e novembro – para os públicos de Natal, Mossoró e Caicó.

Além dos palcos dos teatros, a população poderá acompanhar encenações em vias públicas.

Em Mossoró, a programação cênica começa no dia 01 de agosto, às 20h, no Largo do Teatro Dix-Huit Rosado, com a peça “Este lado para Cima”, da paulista Brava Companhia.

No dia 02 de agosto, o Palco gira em Caicó, às 20h, na Praça Mons. Walfredo Gurgel, com a mesma peça encenada em Mossoró.

A temática da peça será encenada na rua, abusando do humor e da ironia para desfilar uma serie de questionamentos, provocações e críticas ao capitalismo e suas práticas predatórias de exploração do trabalho, criando uma divertida metáfora da vida contemporânea com suas contradições e absurdos.

Para ter acesso aos espetáculos, que serão gratuitos, sugere-se ao público levar aos locais das apresenções 1kg de alimento não-perecível para o programa Mesa Brasil do SESC.

Posteriormentes, os mantimentos serão encaminhados às instituições sociais cadastradas no programa de segurança alimentar da instituição.

A programação completa do projeto e suas apresentações encontram-se disponíveis no site do www.sescrn.com.br.

Informações adicionais pelos telefones do SESC Natal (84 3211-5577); Mossoró (3316 – 3665) e Caicó (3421–2337).

Palco Giratório

O Palco Giratório chega a sua 15ª edição como uma das maiores e mais bem-sucedidas iniciativas culturais do país e da América Latina.

Por intermédio do Palco Giratório, o SESC promove o acesso a espetáculos de qualidade a um público amplo e diversificado, de forma gratuita, divulgando o trabalho de profissionais provenientes de diversos estados brasileiros.

Na edição desse ano, o Palco irá percorrer 122 cidades com 23 espetáculos, totalizando 701 apresentações até o final do ano.

Participam do projeto 16 grupos, de 11 Estados, que estarão nos palcos e espaços culturais com os mais diversos estilos: comédia; drama; musical; teatro gestual, épico, de animação e de máscaras, além de dança de rua e contemporânea.

Sinopses :

Um amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas

Inspirada no folhetim ‘A emparedada da Rua Nova’, do escritor pernambucano Carneiro Vilela (1846–1913), a peça conta a história de uma jovem que engravida do namorado em Recife, no final do século XIX, é emparedada viva pelo próprio pai para fugir da vergonha familiar e preservar a honra. Na versão teatral da Trupe Ensaia Aqui e Acolá os elementos que renderiam um melodrama ganham um contorno paródico, pelo contraste entre o gênero sério e cômico.

Este lado para cima

Este lado para cima: isto não é um espetáculo, é a montagem mais recente da Brava Companhia, resultado de uma pesquisa sobre o questionamento do “mundo de imagens e de aparências”, no qual a sociedade se encontra. A temática é encenada na rua ou em espaços alternativos, com muita agilidade e de forma épica, abusando do humor e da ironia para desfilar uma serie de questionamentos, provocações e críticas ao capitalismo e suas praticas predatórias de exploração do trabalho, criando uma divertida metáfora da vida contemporânea com suas contradições e absurdos.

Com Kelly Maia e Lorena Gurgel. Fotos: Divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *