OBIJUV REALIZA ‘FORMAÇÃO CONTINUADA DE OPERADORES DE ATENDIMENTO SÓCIO EDUCATIVO’ EM MOSSORÓ

Posted by casciano in Comportamento | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Como intuito de proporcionar a formação contínua dos profissionais, gestores, técnicos, e monitores que atuam no sistema sócio educativo do estado do RN, o Observatório da População Infanto-Juvenil em Contextos de Violência (OBIJUV) realizará a “Formação Continuada de Operadores do Sistema de Atendimento Sócio Educativo” para a capacitação de aproximadamente 255 profissionais do estado.

O evento é realizado desde às 8h e até às 17h, no período de 05 a 07 de outubro, na Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte.

Assim, no primeiro dia da capacitação, 5, acontece a conferência de abertura com a psicóloga Ana Vládia Holanda Cruz, com o tema “As (im)possibilidades da Sócio Educação”.

Com isso possibilita um conhecimento mais abrangente acerca da garantia de direitos dos adolescentes em conflito com a lei, bem como qualifica a atuação desses profissionais.

A capacitação será estruturada de forma modular, seguindo a orientação da matriz curricular, perfazendo uma carga horária de 160 horas/aula.

Será ministrado um módulo por mês em cada pólo, totalizando oito meses de aulas.

A formação está organizada em quatro Pólos, de forma a favorecer a participação dos profissionais das unidades de internação, incluindo os que atuam na privação de liberdade (CIAD, Semiliberdade e Internação) e em Meio Aberto (Liberdade Assistida e Prestação de Serviços à Comunidade).

Os pólos são: Natal, Mossoró, Caicó e Parnamirim (contemplando os profissionais dos CREAS das Regiões Metropolitanas).

O Observatório da População Infanto-Juvenil em Contextos de Violência (OBIJUV) surge no âmbito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em 2010, com a finalidade de contribuir para a visibilidade e fundamentação de ações de enfrentamento à
violência contra a população infanto-juvenil do Rio Grande do Norte.

Isso através do desenvolvimento de estudos, pesquisas e prestação de serviços direcionados à comunidade.

Texto: Ana Edite Ulisses.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *