OFICINA PARA FORMAÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO À MULHERES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA

Posted by casciano in Comportamento | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Nesta terça-feira (27), a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através da Coordenadoria de Promoção à Saúde, realizará uma oficina de avaliação do fórum para formação da Rede Estadual de Atenção Integral a Mulheres e Adolescentes em Situação de Violência no RN.

O evento, que ocorrerá das 8h às 16h30, no auditório da Sesap, contará com palestras e apresentações dos municípios sobre a atual organização e gestão das redes e serviços relacionados a essa finalidade.

Segundo a subcoordenadora de Ações de Saúde da Sesap, Ingrid Queiroz, “a oficina tem como objetivo avaliar os resultados do fórum realizado no último mês de abril, assim como obter o apoio dos poderes públicos e da sociedade civil organizada para a formação de uma rede articulada que inclua as diversas ações de prevenção e promoção à saúde”.

Além disso, a subcoordenadora informou que o encontro será uma oportunidade para discutir os princípios e diretrizes da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher e estabelecer um plano para a implementação de ações prioritárias, com estratégias diferenciadas.

A articulação dos diversos atores sociais, governamentais e não-governamentais vai possibilitar respostas positivas a vítimas, através da atenção clínica especializada, após a notificação da violência sofrida, encaminhando-as aos serviços de proteção de direitos, à justiça e ao acompanhamento psicossocial.

Para a subcoordenadora, a prevenção e a atenção integral, por meio de políticas públicas específicas, irão proporcionar o fortalecimento do protagonismo feminino no enfrentamento da violência.

No Rio Grande do Norte, foram selecionados 30 municípios prioritários para ser trabalhada a Rede de Atenção Integral às Mulheres e Adolescentes, com base em indicadores como maior população feminina, óbitos e/ou internações por agressões e Aids, maiores coeficientes de morbidade decorrente de violência contra mulheres e adolescentes, além de exploração sexual/comercial de crianças e adolescentes.

No Estado, os municípios onde as ações serão iniciadas são Natal, Macaíba, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante e Ceará-Mirim, com a realização de fóruns e capacitações para profissionais.

A violência representa, atualmente, uma das principais causas da morbi-mortalidade, especialmente na população jovem.

E, especificamente, a violência contra a mulher apresenta-se de forma multifacetada, atingindo todas as fases da vida e as várias classes sociais, principalmente no âmbito doméstico.

Texto: Kelly Barros.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *