PROJETO UMBUS DO TRAPIÁ É IMPLANTADO EM 6 COMUNIDADES RURAIS

Posted by casciano in Cidades, Economia | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Além de contribuir com a suplementação alimentar dos comunitários (300 famílias), o projeto, tenciona, com a implantação de 6.000 mudas, minimizar os efeitos causados ao meio ambiente pelo desmatamento desordenado da região.

A Prefeitura do Assú, por meio das secretarias de Desenvolvimento Social, de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente e com o apoio técnico da Emater / Assú, lançou nesta quarta-feira, 31, o projeto comunitário denominado “Umbus do Trapiá”, a ser implantado na comunidade rural do mesmo nome.

Pioneiro no estado, e provavelmente no Brasil, o projeto, que beneficiará inicialmente 300 famílias das comunidades de Trapiá, Nova Trapiá, Quixabeirinha, Galho Caído, Pau D’arco e Patativa do Assaré, consiste na concessão de cesta básica às famílias necessitadas e que atendam os critérios preestabelecidos, entre eles o compromisso plantar e cuidar de 20 mudas de umbu em duas etapas: dez no primeiro ano e o restante no ano seguinte.

Durante a solenidade de instalação do projeto, ao discursar em nome das comunidades, o agricultor e morador do Trapiá, Edilson Sobral, visivelmente emocionado, se reportou ao projeto dizendo:

“O projeto “Umbus do Trapiá” pode se tornar o projeto de vida de cada um de nós. É algo jamais visto na região”, emocionou-se.

“Queremos agradecer a prefeitura por esse projeto, que sabemos, irá beneficiar a todas as famílias da comunidade e de outras que aqui estão, não só como fonte de renda mais também contribuindo com o meio ambiente, recuperando a floresta que é a mãe natureza”, enfatizou.

“Somos todos gratos aos que trouxeram esse projeto até nós e aos que vão nos ajudar com a manutenção e orientação técnica. Refiro-me a prefeitura, ao prefeito Ivan Júnior, aos secretários e a Emater”, concluiu Cabral.

O prefeito Ivan Júnior, em seu pronunciamento, enfatizou a importância do projeto para os moradores das comunidades que circundam o Projeto de Assentamento do Trapiá, uma localidade que sempre sofreu com a escassez de água, se agravando nos períodos pós-inverno, e que leva as famílias a viverem sempre com as mesmas dificuldades, ano após ano.

“Diante de lamentáveis quadros iguais a esse, nossa administração, que tem compromisso com o desenvolvimento sustentável de nossas comunidades, sejam rurais ou urbanas, e que vem buscando soluções para corrigir essas injustiças, desenvolveu através de estudos e em parceria com o governo do estado, via Emater, o projeto Umbus do Trapiá, que hoje estamos aqui implantando e temos a certeza que, se cumpridas integralmente todas as etapas previstas, em cerca de três anos as famílias contempladas estarão tendo um ganho financeiro estimado entre dois e quatro mil reais por ano. Isso, somente com a venda in natura da produção. Se somarmos os resultados com o beneficiamento, esses valores deverão se multiplicar”, explicou o prefeito Ivan Júnior.

“Estamos trabalhamos sempre buscando oferecer opções concretas e condizentes com as necessidades e habilidades de cada uma dessas pessoas e esse projeto aponta nessa direção”, completou Ivan Júnior.

“Esse é o foco da nossa administração: tirar as pessoas dessa dependência do poder público, tornando-as independentes, senhores e senhoras de si”, concluiu o prefeito.

Texto: Leonardo Sodré.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *