QUEM QUER BACALHAU AÍ??!!! QUEM VAI QUERER O BACALHAU DA MARA??!!!

Posted by casciano in Comportamento, Pessoas, Turismo | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Isso é só pra quem sabe apreciar os sabores e as delícias da boa gastronomia.

Quem conta é a própria Mara:

Olá,

No domingo de Páscoa, fuja das filas desagradáveis dos restaurantes paulistanos.

Em família, em grupos de amigos ou sozinhos, todos podem ter um almoço tranquilo aqui em casa. 

A comida, garanto que é boa, caprichada.

O espaço é simpático, reservado, especial.

Nem parece ser tão próximo da Sé.

 Alegra-me preparar esse ninho de prazeres sensoriais.

Domingo a partir das 13hs, teremos:

Entrada ($25)

 

Pão feito por mim e manteiga

Cuscuz de camarão ou 

Quiche  de alho-poró

Salada orgânica rica, fresca e colorida

Pratos (1.$47 / 2.$37)

 

1. Bacalhau assado no azeite com alho, cebolas e batatas, brócolis e arroz

2. Lasanha*  vegetariana (molho branco, vermelho, abobrinha e berinjela) 

*massa feita por mim com sêmola de trigo e ovos caipiras

Sobremesa ($15)

 

Bomba de creme com cobertura de chocolate meio amargo

Fruta

Café com suspirinhos

10% opcionais.

As reservas (20) podem ser feitas pelo e-mail maraazenha@gmail.com ou pelo fone 3107 7400 até sexta-feira às 19hs.

Minha casa fica na Rua Japurá, 346 (paralela à Rua Santo Amaro), na Bela Vista.

Aqui tem água, sucos, coca cola, cerveja, caipirinhas, caipiroscas, saquê, red, gin, cachaças e alguns vinhos.

Querendo trazer seu próprio vinho, cobra-se rolha de $20.

Abraço da Mara.”

Mara, mais dia, menos dia, breve, breve, estarei aí.

Olha essa foto, de quando aí estive com Gracinha, seguindo-se na mesa, Antonio Peticov e Cíntia – a poetisa Lince, Tânia e Dacio Nitrini, e o João Augusto Palhares. Depois chegou Regina Sales, que não está nessa foto.

Domingo maravilhoso…

Essa outra foto fiz junto do quadro que você tem do artista plástico primitivista Antonio Roseno de Lima (descoberto pelo professor Geraldo Porto), que vem a ser meu conterrâneo de Alexandria, a terra da Serra Barriguda aqui no Rio Grande do Norte.

Abraços,

É por aí!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *