SEBRAE CONQUISTA MIL FORMALIZAÇÕES NA SEMANA DO EMPREENDEDOR

Posted by casciano in Economia | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Rio Grande do Norte registra mil formalizações.

Além dos cadastros, as equipes do Sebrae prestaram mais de 2,6 mil atendimentos e orientações gratuitamente aos empreendedores potiguares.

De olho nas vantagens da formalização, 1.002 profissionais autônomos já se cadastraram como Empreendedores Individuais (EI) no Rio Grande do Norte, resultado da Semana do Empreendedor Individual.

São pessoas que realizaram o sonho de ter um negócio próprio e entraram para o mercado formal.

Além dos cadastros, foram realizados mais de 2,6 mil atendimentos aos trabalhadores já enquadrados na categoria jurídica.

A iniciativa tem a proposta de atrair novos empreendedores que desenvolvem atividades por conta própria nos setores de comércio, indústria ou serviços para se cadastrar no programa.

Tendas – montadas pelo Sebrae em locais de grande circulação nas cidades de Natal, Mossoró, Pau dos Ferros e Apodi – promovem oficinas, palestras e orientações gratuitas.

Capacitação direcionada aos EI já formalizados, de modo a permitir que eles possam obter melhores resultados nos empreendimentos com negócios mais sustentáveis.

Nas demais cidades do interior, equipes do Sebrae realizam itinerantes em municípios próximos às cidades polos onde a Instituição possui escritório regional, disponibilizando gratuitamente os mesmos serviços aos empreendedores locais.

“Compreendemos que a mobilização está sendo muito positiva e dentro das expectativas. As nossas metas de formalização e de atendimentos estão prestes a serem cumpridas”, analisa o gerente da Unidade de Orientação Empresarial do Sebrae no Rio Grande do Norte, Edwin Aldrin da Silva.

A meta do estado era formalizar 1.162 profissionais autônomos e atender 4,4 mil pessoas já registradas no programa.

Na avaliação do executivo, à alta demanda por qualificação mostra que os EI estão em busca de informações para melhor conduzir os negócios.

“Já prevíamos essa procura por capacitação. Mas, pela quantidade de atendimentos realizados nesta semana, vemos que será necessário dar continuidade ao trabalho de capacitar esse público”, diz Aldrin da Silva.

O mutirão formado para atender aos EI contribuiu para o crescimento do número de formalizados no estado, que passou de 36,7 mil para 37,7 mil micro negócios.

Com isso, o Sebrae no Rio Grande do Norte ultrapassa nesta semana a meta prevista para o ano de 2012, que era de 10 mil empreendedores formalizados como EI.

Mais de 3.500 desse total de cadastrados são beneficiários do Bolsa Família.

Gente que não teme perder o benefício por crer que o negócio vai prosperar.

Se comparado o número de pessoas formalizadas com a relação de empresas optantes do Simples no Rio Grande do Norte – atualmente cerca de 79 mil empresas -, até o fim do ano, os EI serão maioria nesse regime simplificado de arrecadação de tributos.

“Isso mostra a força do programa no estado e representa o resgate da cidadania de milhares de profissionais”, enfatiza o coordenador do programa Empreendedor Individual no Sebrae-RN, Frank Medeiros.

Segundo o coordenador, o programa veio para ratificar que não vale a pena permanecer na informalidade, prova disso é a questão previdenciária.

Se alguém que atua informalmente resolver contribuir com a previdência social, terá de desembolsar o equivalente a 11% do salário mínimo vigente.

Se formalizado como EI, o valor é menos da metade, apenas 5%.

Promovido pelo governo federal, o programa Empreendedor Individual é uma categoria jurídica destinada aos profissionais que trabalham por conta própria, faturam até R$ 60 mil ao ano, não possuem participação em outras empresas como sócio ou titular e empregam, no máximo, um funcionário.

Mediante o pagamento de uma taxa mensal de no máximo R$ 37,10, o trabalhador passa a contar com auxílio-doença, salário-maternidade e aposentadoria após 15 anos de serviço.

Outros benefícios importantes são o direito ao Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), o de emitir notas fiscais, vender para o governo, além de ter acesso facilitado aos serviços bancários e linhas de crédito.

Atualmente, mais de 450 atividades podem ser enquadradas como EI.

MOSSORÓ REGISTRA NÚMEROS POSITIVOS

O município de Mossoró, ocupante do segundo lugar em formalização de empreendedores individuais no Rio Grande do Norte, respondendo por pouco mais de 10% do total de 37,7 mil registros efetuados ganhou um reforço no número de formalização em decorrência da Semana do Empreendedor Individual, iniciativa realizada pelo Sebrae em todo o país.

Em Mossoró, foram registradas 22 formalizações e 80 atendimentos.

Durante toda a semana foram 57 os registros.

A Semana do Empreendedor Individual ajudou a tirar da informalidade autônomos como Geiza da Costa, moradora do bairro Aeroporto II.

Há mais de dez anos mantendo um comércio de roupas e variedades, ela conta que nutria o desejo de formalizar o negócio.

Mas, segundo a comerciante, faltava informação.

“Fiquei sabendo que estava tendo este trabalho e vim formalizar meu negócio. Achava que era muito difícil, mas vejo que a dificuldade maior era porque não tinha conhecimento de como registrar”, detalha.

De posse do registro, a comerciante pretende agora buscar recursos junto às instituições financeiras para iniciar o processo de construção da loja, que atualmente funciona de forma improvisada na casa onde reside.

“Quero construir um espaço próprio para vender meus produtos e melhor atender meus clientes. Com a formalização vai ser mais fácil buscar os bancos”, prevê a comerciante.

Além de efetuar os registros dos negócios de autônomos, a mobilização realizou ainda dezenas de atendimentos, com orientações e esclarecimentos de dúvidas relacionadas ao programa Empreendedor Individual.

Com Sandra Monteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *