SEBRAE QUER MAIS FORMALIZAÇÕES NA SEMANA DO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

Posted by casciano in Economia | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a comment

Sebrae pretende formalizar mais 1,1 mil empreendedores no RN.

A mobilização contará com tendas montadas em praça pública em Natal e Mossoró, onde também terá itinerante em 12 bairros.

Palestras e Oficinas SEI estão na programação que envolverá todo o estado.

Incentivar a formalização de autônomos como Empreendedor Individual e, principalmente, dar suporte para o desenvolvimentos dos micro negócios já formalizados.

Essa é a proposta da III Semana do Empreendedor Individual, que será realizada pelo Sebrae em todo o país, no período de 2 a 7 de julho.

Diferente das edições anteriores, o foco da iniciativa neste ano é a parte de capacitação dos empreendedores.

No Rio Grande do Norte, a meta é realizar 4,4 mil atendimentos, 1.162 formalizações e 11 oficinas SEI, que deverão capacitar até 300 participantes.

“Queremos não apenas formalizar os profissionais autônomos, mas também orientar os empreendedores já formalizados para que cresçam em se desenvolvam de forma sustentável”, explica o coordenador do programa Empreendedor Individual no Sebrae-RN, Frank Medeiros.

Em Natal, os atendimentos serão feitos em praça pública a partir das 8h.

Tendas serão montadas na praça Gentil Ferreira, no Alecrim, onde serão proferidas palestras sobre as vantagens da adesão ao programa e os benefícios de ser enquadrado nessa categoria jurídica.

Estão previstas quatro palestras por dia. Além disso, estão previstas 10 Oficinas SEI – com os temas ‘SEI Vender’ e ‘SEI Controlar o Meu Dinheiro’ – sendo duas por dia até a sexta-feira (6).

As vagas para as palestras e oficinas são limitadas e as reservas podem ser feitas através do 0800 570 0800.

No mesmo espaço, agentes de instituições financeiras disponibilizarão aos empreendedores informações sobre produtos e serviços bancários para alavancar os negócios.

Eles serão orientados sobre as linhas de crédito disponíveis para capital de giro e aquisição de equipamentos, bem como as taxas e documentos necessários para solicitar o financiamento.

Em um dos ambientes, serão efetuadas inscrições para a Oficina Sebrae de Empreendedorismo (OSE) que ocorre durante a Feira do Empreendedor, no início de agosto.

Para formalizações, seis guichês darão conta de fazer o cadastro dos profissionais no programa.

Interior

A Semana do Empreendedor Individual levará programação também para o interior do estado.

Em Mossoró, as tendas serão montadas na praça do Pax, no Centro da cidade, e terão um miniauditório, onde serão realizadas as palestras do EI.

Graças à parceria com instituições de crédito, como Banco do Brasil, Caixa, Banco do Nordeste e Santander, o Sebrae realizará formalizações itinerantes em 12 bairros mossoroenses com registro de alta concentração de negócios e público com o perfil para ser enquadrado no EI.

“Em algumas cidades do interior, os escritórios regionais do Sebrae farão o Dia do EI em cada município da região, oferecendo formalização e capacitação das Oficinas SEI”, diz Frank Medeiros.

No Seridó, haverá formalizações em Caicó, Parelhas e Carnaúba dos Dantas.

No dia 2, estão previstas palestras voltadas para o público infomal, às 15h, no Sindicato dos Trabalhadores Rurais, em Jucurutu.

No dia seguinte, a palestra será ministrada em Caicó para os mototaxistas, na Loja Maçônica Barra Nova, às 19h.

As Oficias SEI serão ministradas no dia 5 na Câmara de Vereadores de Parelhas e no dia 6 no Centro de Atividades Múltiplas, em Cruzeta.

Nas demais regiões do Rio Grande do Norte, também haverá mobilização.

Categoria Jurídica

Uma iniciativa do governo federal, o programa Empreendedor Individual é uma categoria jurídica destinada aos profissionais que trabalham por conta própria, faturam até R$ 60 mil ao ano, não possuem participação em outras empresas como sócio ou titular e empregam, no máximo, um funcionário.

Mediante o pagamento de uma taxa mensal de no máximo R$ 37,10, o trabalhador passa a contar com auxílio-doença, salário-maternidade e aposentadoria após 15 anos de serviço.

Outros benefícios importantes são o direito ao Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), o de emitir notas fiscais, vender para o governo, além de ter acesso facilitado aos serviços bancários e linhas de crédito.

Atualmente, mais de 450 atividades podem ser enquadradas como EI.

Com Sandra Monteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *